> irony of love

As vezes é necessário se afastar mesmo querendo estar junto.

Juro que naquele momento deu vontade de berrar; “É MEDO CARAMBA, MEDO DE TE PERDER!”, mas eu não disse nada não. E por ironia, acabei perdendo.”
Thiara Macedo (sdpm)

“Você sabe o que sente, mas, finge que não sente nada, para tentar não sentir.”
Orquestrando.    (via intimidadedegarota)

“Eu e você
Não rima
Mas combina.”
Coração de tinta. (via auroriar)

“E aqui eu tenho a certeza que escrever não me dói mais, juro. Por mais que no começo eu evitasse me sentar em frente a um bloco de notas para não ter a tristeza de escrever palavras ou frases sortidas que me lembrasse você, hoje, no presente do indicativo, essa sensação bizarra sumiu, e você também. Mas eu não me culpo, afinal, talvez seja essa estranha sorte e azar de um destino totalmente incerto. Por mais que esse receio tenha passado, é inexplicável a sensação de ter a total liberdade para falar cada palavrinha direta à sua pessoa e isso não doer mais nem um pouquinho. A melhor parte foi que em vez do meu coração quebrar em trilhões de pedaços por tua causa, eu percebi que essa dor é em vão. Agradeço por cada vez que aguentou minha crise de ciúme, minha raiva instantânea e aquela vontade avassaladora de te dar um beijo até doer o maxilar. Foi tudo sincero. Talvez você nem leia isso, não me importo. Faz tempo que o termo “importar” parou de fazer sentido para mim. Se eu era um caos contigo, ele piorou 200% quando nossas vidas foram colocadas paralelamente. Por mais que eu não queira me lamentar de nada, isso vai ficar marcado por muito tempo. Lembra aquela vez que você me ligou às 4h da manhã me dizendo que não conseguia dormir e eu tentava ao máximo te manter instável e fazer com que o seu mundo estivesse girando junto com o meu? Mas na primeira vez que disquei a merda do teu número na merda do meu celular, eu deixei até cair na caixa postal, e adivinha? Só o silêncio nos dominou. Sabe qual foi o erro? Talvez seja remar sozinho. Mas chega de lamentações. Foi bom? Claro que foi. Valeu a pena? Com certeza sim, mas passou. Assim como aquelas aeronaves que ficávamos observando no céu enquanto você estava sob meu peito pensando nessa tal sensação maravilhosa de ser eu e você, apenas. Foi passageiro, meu amor. E dessa vez, tenho a total certeza de que esse avião fez uma decolagem sem volta.”
Ruan, d-espreparado   (via d-espreparado)