> irony of love

“Ela Cerveja, Ele Coca Cola. Ela disco, ele tinta. Ela toca, ele pinta. Ela dança, ele tenta. Ela sorri, ele não aguenta. Ela escandalosa, ele calado. Ela festeira, ele sossegado. Ela quer ir, ele tá de boa. Ela desiste, ele ‘me perdoa’. Ela pontual, ele demora. Ela tem pressa, ele sem hora. Ela espera, ele vai embora. Ela pergunta, ele enrola. Ela desencana, ele peleja. Ela explica, ele boceja. Ela respira, ele fraqueja. Ela entende, ele a beija. Ela ponto, ele porém. Ela forte, ele do bem. Ela do momento, ele do além. Ela ama, ele também.”
Pedro Bial.  (via se-eu-pudesse)

Não vem pagar de romeu, porque comigo não cola.

se eu te encontrar por aí, vou fingir q eu nem te vi ✌

viver bem de mansinho, namorar devagarinho

Eu tenho fé, nada me abala. Eu tô ligado, aqui se faz aqui se paga.